Dom. Jul 12th, 2020

ALBINISMO EM FOCO

SITE DESENVOLVIDO PARA PORTADORES DE ALBINISMO

Bianca Cristina Paulino

4 min read

A beleza transcendente do amor próprio….

Minha história se inicia no dia 30/01/1993, em uma cidade chamada Guaratinguetá.
Bianca nasce no verão , em ritmo de carnaval, em um sábado de muito calor, às 18 horas, em casa, porque vovó que fez o parto, vai sentindo a emoção!!!
Nasce na família, em um contexto nada tradicional , mas que faz parte da vida de mais de cinco milhões de brasileiros ou mais até, em sua certidão de nascimento não tem o nome do pai, mas isso nunca foi bloqueio para a família, pois sempre foi muito amada. Sua avó, mãe e tios, sempre doaram muito amor, carinho, afeto e cuidado.

Bianca foi crescendo, os anos foram se passando e por ser muito apegada a família, tinha medo de ir à escola, medo mesmo, pavor, atrasando sua entrada no ambiente escolar, ocorrendo apenas com 11 anos, pois sua mãe e avó esperaram seu tempo. Antes de entrar na escola, sua infância não foi de brincadeiras na rua , foi de assistir TV, SBT mesmo, Eu, a Patroa e as Crianças, Um maluco no Pedaço e Todo Mundo Odeia o Chris já faziam parte da rotina, ou seja, o contato com outras crianças, foi na escola, onde realmente descobriu que era diferente, que era albina.

O primeiro dia da escola chegou, nervosismo era o que mais tinha, mas sua mãe estava lá, levando e buscando, sendo seu porto seguro, as crianças chamavam ela de branquela, ela não sabia o que fazer, chorava, chorava e sua mãe estava lá e conversava com a professora e com a mãe da criança, falando a respeito de que o diferente existe, que é preciso respeitar todos . Sim isso ocorreu na primeira série e foram casos isolados, nada se compara ao que seria a adolescência…. Mas a vida acadêmica ia muito bem obrigada, desde a primeira série sendo destaque do bimestre até o ensino médio, notas altas pois ela viu na educação a forma de mudar a sua vida, mudar sua história.

Ação Jovem e Projovem eram projetos dos governos Federal e Estadual, em que novamente entra a sua mãe, pois ela que inscreveu a doce Bianca em todos, inserindo na sociedade e ao mesmo tempo na educação, pois sendo aluna desses projetos, a assistente social matriculava os adolescentes nos cursos do Senac e assim essa instituição educacional entrou em sua vida.
Bianca realizou o curso Pet Trampolim – Programa Educação Para o Trabalho: Novas Conexões, onde depois de um mês de formatura, sua professora entrou em contato, falando de uma vaga de aprendiz no Senac. Mesmo não tendo nenhuma noção de computador, a doce Bianca sai correndo em direção da sua amiga para que se realizasse o cadastro do seu currículo no portal da rede Senac São Paulo, para participação do processo seletivo.

Deu tudo certo, a instituição é maravilhosa, a chance da vida, a chance de mudar a história, Bianca com um ano de contrato e sendo ex aluna é a primeira aprendiz da unidade de Guaratinguetá a ser efetivada . Mas pera aí , tudo maravilhoso , tudo lindo e a vida pessoal? Anda bem ? Infelizmente não estava bem…
Bianca tinha uma péssima auto estima, não se achava bonita e isso impactava nas suas percepções de mundo e relacionamentos. O primeiro amor não vinha, a tristeza só aumentava e Bianca tomou a decisão de procurar um psicólogo. Foram três anos e cinco meses de terapia, que foram necessários para o seu autoconhecimento e confiança. Não podemos negar também que Bianca teve anjos no seu caminho, pessoas que ajudaram na caminhada, anjos de luz na terra que chamamos de amigos.

Mas ainda faltava algo , faltava algo que só quem tem poder de ter é a própria pessoa, faltava o amor próprio…. No dia 06/11/2017, Bianca tomou a decisão que mudou a sua vida, ela finalmente se aceitou e usou seu cabelo natural. Depois de 24 anos alisando cabelo, colocando aplique, ficando quase careca, gastando aquilo que não tem para seguir o que a sociedade quer e impõe como bonito, ela cortou o cabelo e se descobriu a mulher mais linda do mundo!!!!! No emprego, na roda de amigos, na balada, enfim, Bianca descobriu que a beleza é ser ela mesma, que ela sempre foi bonita, que a sociedade te colocava limites, mas a beleza não tem limites…… Enfim depois de todo o processo de aceitação ela se empoeirou e viu que ser feliz é o que importa, que não são padrões que vai dizer o que é bonito, a diversidade é bonita, o diferente é bonito, ser feliz é bonito, ser você é bonito.

 

Bianca Cristina Paulino

https://www.facebook.com/biancacristina.paulino

POSTAGENS RELACIONADAS

2 thoughts on “Bianca Cristina Paulino

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *